LENICE FERREIRA

Lenice Ferreira

POESIA_DE_FORTALEZA-POETA- LENICE FERREIRA

Nome: lenice Ferreira 

Biografia:

Sem Biografia

Poesias

Tatiane!!! Mais um nome feminino

 

Quantas Marias

Clarices

Ritas

Franciscas

Ciceras

Joanas

Anas

Marianas

Paula

Tatianes com ou sem sobrenomes, mortas por HOMENS

Mais um nome

Num laudo

Num atestado de óbito

Nas redes sociais

Nas páginas dos jornais

Mais Uma mulher assassinada.

Dessa vez uma advogada

A cada minuto

Uma Professora

Do lar

Médica escritora

Cabelereira

Comerciante

Esposa

Namorada

Amante

Companheira

Diarista

Doméstica

Dentista

Artista

Negra

Branca

Pobre ou Rica

Com ou sem profissão

Mortas por seus

Maridos

Namorados

Companheiros

Alguém que algum dia lhes jurou amor verdadeiro.

De repente um monstro, frio, traiçoeiro, assassino.

que aprendeu desde menino a não amar a não respeitar

O ser feminino.

QUEM AMA NÃO MATA

A Mulher não morre apenas por Bala ou Faca
Ela morre quando a maltratam
Quando lhe roubam sua dignidade
Quando lhe tiram a liberdade
De ser ela mesma
De se expressar
De poder chorar
De poder se apresentar
Da forma que tanto almeja
Por não poder sequer uma roupa comprar
Quando namora é princesa
Quando se casa
Gata borralheira
Se morre quando não se é amada
Quando é espancada
Quando humilhada
Por uns quilos a mais
A mulher é um ser belo por natureza
E muitos maridos apagam essa beleza …
A cada dia um ser feminino
É sepultado…
O homem não precisa estar armado para matar
Ele mata diariamente
Por seu machismo inconsequente
Por não saber AMAR…

MULHER É GENTE

A pena para o marido assassino
,deve ser diferente
para que talvez assim
comecem a enxergar a MULHER COMO GENTE
Chega !
de tantos pais perderem suas filhas
filhos órfãos
dessa guerrilha
do ciúme e do machismo
do total egoísmo
que se acha no direito de ceifar uma vida
A pena para o marido assassino
,deve ser diferente
para que talvez assim
comecem a enxergar a MULHER COMO GENTE
Chega! de espetáculos
nas redes sociais
de barbaridades desses animais
que não deveriam ser divulgados
corpo feminino carregado
na garupa do seu homicida
outras lutando pela vida
dentro de um elevador
VIDAS PERDIDAS POR MOTIVOS BANAIS
um verdadeiro filme de terror
baseado em fatos reais
iniciados por uma história de amor
A pena para o marido assassino
,deve ser diferente
para que talvez assim
comecem a enxergar a MULHER COMO GENTE
Chega!
de sermos palco da crueldade
da violência e da maldade
desses homens doentes
a pena para marido assassino
tem que ser diferente
para que talvez assim
comecem a enxergara MULHER COMO GENTE

ONDE FICOU O AMOR

Primeiro encontro
Mãos tremulas e frias
Palavras desencontradas
Tudo é motivo de risada
Seja na praça, na festa,
No shopping, casa de amigos
Bares, flores, música ao vivo…
Os encontros cada vez mais frequentes
A paixão ardente
Denota uma cumplicidade.
Para completar a FELICIDADE
Firma-se o compromisso
Juntam-se as escovas de dentes
E rumo ao paraíso.
O tempo passa, o encanto
Torna-se desencanto
Os elogios menos frequentes
Os risos em prantos
As contas roubam o sono
A rotina transforma os papeis
O marido se comporta como solteiro
A esposa sozinha com o peso do mundo inteiro
Casa, filhos, abandono, desespero
Autoestima destruída
Sem alegria, sem vida
E o amor?
Ah! O amor…
Ficou no primeiro encontro

PLANTE AMOR E COLHA PAZ

Depende de nós
um mundo melhor
basta praticar o verbo amar
plantar e colher amor
sorrir
cantar
dançar
chorar
perdoar
respeitar o direito do outro
raça
religião
classe social
opção social
um bom dia
um boa tarde
um como vai? saber ouvir
saber falar
saber calar
se cada um fizer sua parte
com certeza a paz reinará